recentpopularlog in

robertogreco : riobaldotatarana   1

Campanha | Makely Ka
"Percorrer de bicicleta os caminhos do personagem Riobaldo Tatarana no Grande Sertão desde seu encontro com Diadorim às margens do córrego do Batistério até a batalha fatal com o Hermógenes no Paredão de Minas.

 Durante a trajetória registrar em gravações de audio, video e fotos as paisagens sonoras e visuais, que serão posteriormente trabalhadas no disco e no show Cavalo Motor.

 Produzir textos (relatos, poemas e transcrição de falas) durante a viagem e alimentar o site e o aplicativo para celulares com esse material sempre que houver sinal de telefonia móvel disponível.

Utilização de uma bicicleta que gera a partir das pedaladas a energia necessária para carregar os equipamentos eletrônicos para o registro e a transmissão das informações durante o percurso.

A ideia é utlizar durante toda a viagem, prevista para durar aproximadamente trinta dias, prioritariamente a energia elétrica proporcionada pela bicicleta."



"A partir do “Grande Sertão: Veredas” identifiquei o percurso do jagunço Riobaldo Tatarana pelo sertão mineiro, atento aos saltos e reviravoltas da narrativa não-linear. Com efeito Riobaldo, o narrador personagem, vai e volta no tempo acompanhando o fluxo natural de sua memória, o que torna o traçado de seu percurso uma tarefa meticulosa, uma espécie de quebra-cabeças cartográfico. Uma grande contribuição nesse sentido foi o livro “Itinerário de Riobaldo Tatarana” do pesquisador Alan Vigiano, que nos anos 60 fez um levantamento e identificou centenas de topônimos encontrados no romance; outro livro fundamental foi o “Boiada”, edição fac-similar da caderneta de anotações do próprio João Guimarães Rosa, escrita durante sua viagem com a comitiva de Manoel Nardy em maio de 1952 conduzindo uma boiada pelos campos gerais.

Com essas referências estabeleci um roteiro junto com dois colaboradores ( um designer e um geógrafo) transpondo para o sertão real o que foi possível transpor, ou ainda, o que restou do sertão imaginário do romance. É certo que localidades mudaram de nome dos anos 50 para cá, alguns lugarejos, fazendas e veredas desapareceram. Não há dúvidas também que muitos nomes foram trocados ou criados pelo escritor. Muitos dos locais por onde Riobaldo andou, todavia, puderam ser identificados, e é por essas trilhas que resistem no sertão que pretendo passar."
grandesertãoveredas  grandesertão  audio  music  makelyka  joãoguimarãesrosa  guimarãesrosa  riobaldotatarana  bikes  biking  brasil  brazil  maps  mapping  poty 
april 2014 by robertogreco

Copy this bookmark:





to read